Rua Indiana, 101 - Cosme Velho
Rio de Janeiro - RJ
CEP: 22241-250
Tel. 
+55 21 2205 8092
+55 21 2205 5724
indiana
Desde os anos 80, a Indiana Produções Cinematográficas realiza projetos cinematográficos, além de formatos de conteúdo ficcional, documental, jornalístico, educativo e cultural para diferentes canais de TV.

A frente da produtora, Marco Altberg assinou a direção dos longa-metragens “PROVA DE FOGO” (1980 – Festivais de Biarritz e Penedo), “AVENTURAS DE UM PARAÍBA” (1982 – Prêmios de Melhor Filme – Júri Popular – e Melhor Atriz e Ator Coadjuvante, no XV Festival de Brasília), “FONTE DA SAUDADE” (1986 – Festivais Internacionais de Málaga, Cartagena, Acapulco e Havana. Premiado no II FestRio com o prêmio Pierre Kast; no XV Festival de Gramado com a Melhor Trilha Musical; no XX Festival de Brasília com a Melhor Direção, Melhor Som e Melhor Roteiro; no I Festival de Natal com a Melhor Fotografia); e “PANAIR DO BRASIL” (2008 – Festival do Rio).

Ainda em 1996, a minissérie “SOMBRAS DE JULHO”, realizada para a TV Cultura, marcou o pioneirismo da INDIANA na produção independente de séries de ficção televisivas. Posteriormente, foi também transformada em filme de longa metragem.

Sempre com o objetivo de produzir conteúdos culturais e educativos e difundir a cultura, o meio ambiente e o audiovisual brasileiros para diferentes mídias, Marco Altberg criou e preside a Associação Revista do Cinema Brasileiro.
Entre suas principais realizações para televisão está a criação de um espaço permanente para o cinema brasileiro na TV aberta e por assinatura, com a veiculação da série de programas semanais de TV “REVISTA DO CINEMA BRASILEIRO” (há 19 anos no ar). A série, que hoje é de exclusividade da TV Brasil, também foi exibida no Canal Brasil e na TV Cultura. É um dos programas independentes mais longevos da TV.

Em 2011 e 2012, o “CURTA TV” abriu um espaço semanal na grade da TV Brasil para a nossa produção de curtas metragens.

Contribuindo com a difusão do nosso cinema a Associação realizou a série “ENCONTRO COM O CINEMA BRASILEIRO” durante 10 anos no Centro Cultural Banco do Brasil (Rio, São Paulo e Brasília). O encontro aproximou quem faz cinema do seu público através da exibição e discussão de filmes, formando plateias para o cinema brasileiro.

Ainda com o objetivo de divulgar o cinema brasileiro, foram realizadas as mostras “CAINDO NA FOLIA” (Cinema e Carnaval), “O FILME NOIR BRASILEIRO”, “O MUNDO DO CINEMA BRASILEIRO”, “AS ELEIÇÕES E O AUDIOVISUAL” e “PRIMEIROS POVOS” (cinema de conteúdo indígena), além de mostras em homenagem a atores e diretores (Centro Cultural da Caixa e Centro Cultural da Justiça Eleitoral).

A série de programas de TV “O Mundo do Cinema Brasileiro”, exibida na TV SENAC, contou com a participação de professores e críticos.

Ruth de Souza, Leon Hirszman, David Neves, Antônio Pitanga, Carla Camuratti, Mussum, Renato Aragão, Tarcísio Meira, entre outros grandes nomes do audiovisual ganharam perfis biográficos na faixa “RETRATOS BRASILEIROS”, do Canal Brasil. E promovendo um resgate da memória musical do país a Associação produziu especiais homenageando entre outros, Tom Jobim, Jamelão, Emilinha Borba e Antônio Maria, todos igualmente veiculados no Canal Brasil.

Estrelada pelo casal Julia Lemmertz e Alexandre Borges, a minissérie “JOANA E MARCELO” foi ao ar no Canal Multishow, em um total de três temporadas entre os anos de 1997 e 2002. Uma iniciativa pioneira que marcou a produção independente brasileira.

Na área ambiental, a INDIANA produziu os programas “TARTARUGAS MARINHAS”, “ILHAS OCEÂNICAS”, “BALEIA JUBARTE” e “ALIMENTAÇÃO ORGÂNICA”, além de inúmeros vídeos institucionais e o média metragem “SINAL VERDE” sobre o biocombustível brasileiro.

A questão indígena é outro tema recorrente nas produções da casa. Destacam-se as séries “RONDON: AMOR, ORDEM E PROGRESSO” (TVE e TV Escola) e “TARU ANDÉ – O ENCONTRO DO CÉU COM A TERRA” (Canal Futura), premiada como a Melhor Série de TV no Fica 2007.

Soma-se a esse acervo o documentário “NOEL NUTELS” de Marco Altberg e o longa “TRÓPICO DA SAUDADE: LEVI STRAUSS NA AMAZÔNIA” de Marcelo Fortaleza Flores. Além da produção do evento de debates MEMÓRIAS SERTANISTAS – 100 ANOS DE INDIGENISMO NO BRASIL, realizado no SESC Consolação em São Paulo. Atualmente a INDIANA realiza uma nova série de 08 episódios para o SESCTV, intitulada “O ÍNDIO NO CINEMA”, a ser veiculada em 2014. Com a TV Brasil realizou a série de interprogramas “Primeiros Povos”, abordando a cultura indígena.

Os bastidores da preparação dos desfiles das Escolas de Samba do Rio de Janeiro foram registrados no documentário “G.R.E.S. CONCENTRAÇÃO” e na série “MANGUEIRA DOCUMENTAL”.

O telefilme “METADE SEXO, METADE MUSSARELA” é uma produção de 2006 da INDIANA, Para o Canal Brasil,

Em 2013 realizou para a Rede Record o especial de fim de ano “O AMOR E A MORTE”, baseado em 04 contos do escritor alemão Thomas Mann. E produziu e exibiu na MTV o reality “PAPITO IN LOVE”, com o músico Supla.

Despertar o interesse do público pelo teatro é a proposta da série “QUARTA PAREDE”, que mostrou a construção de espetáculos teatrais em uma temporada no Multishow e outra no Canal Brasil.

Para o segmento Educação, foram realizadas pela Associação as séries “CONHECENDO O BRASIL” (TVE), “MULTICURSO MATEMÁTICA – ENSINO FUNDAMENTAL” (Fundação Roberto Marinho), “JUNTOS SOMOS FORTES” e “APRENDENDO A EMPREENDER” (Artesanato, Hotelaria, Agronegócio, Indústria Têxtil e Sabor & Gestão), exibidas no Canal Futura.

Com o patrocínio da Oi/Oi Futuro, realizou 05 edições do “FESTIVAL DE MICROMETRAGENS CELUCINE”, 04 temporadas da série “ARTE E TECNOLOGIA” e o documentário “CULTURA SOCIAL”. A 06 edição de 2014 do Celucine conta com o patrocínio do Itaú Cultural e da Certisign.

Atualmente, a INDIANA trabalha na produção / exibição da série de 13 episódios “GERAÇÃO DE CRAQUES” (Discovery Channel) sobre a peneira dos clubes no futebol de base, sendo exibido no Canal Discovery.

Duas séries documentais de 26 episódios para o Canal Play TV – “O VIDEOGAME NO BRASIL”, em exibição, e “HOJE EU DESAFIO O MUNDO SEM SAIR DA MINHA CASA” com a apresentação do músico Marcelo Yuka, a ser exibida ainda em 2014.

Também em 2014, a série “SZABO”, conta a história da participação brasileira de Pólo Aquático nas Olimpíadas, a ser exibida no programa Memória do Esporte Olímpico do Canal ESPN.

A colonização do Brasil é tema da série para a TV Escola “ANTHONY KNIVET, UM OLHAR AVENTUREIRO SOBRE A COLONIZAÇÃO DO BRASIL”, que estreia ainda em 2014.

Entre os longa-metragens, estão em produção “NAUTILUS”, uma animação que contará de forma original e divertida a descoberta das Américas e das nossas origens culturais; “MINHA FAMA DE MAU”, que trará a história do músico Erasmo Carlos, o “Tremendão”; e “OESTE”, sobre a trajetória do Jogo do Bicho no Rio de Janeiro.